4 práticas recomendadas de SEO para triplicar as vendas do seu e-commerce

De acordo com estatísticas da Fortune , Google e Facebook detêm a maior fatia do mercado de anúncios digitais, dividindo a receita de publicidade de US $ 60 bilhões em US $ 30 bilhões para o gigante dos mecanismos de busca e US $ 8 bilhões para o Facebook.

Isso significa que a otimização de mecanismos de pesquisa determina o crescimento de qualquer negócio de e-commerce em 2018 e além.

Portanto, ignorar o SEO resultará em uma morte lenta. Não se engane, otimizar seu e-commerce para mecanismos de busca como o Bing ou o Google pode ser um pouco complicado, mas é totalmente viável de ser feito com pouco conhecimento técnico.

Fundamentalmente, o SEO para e-commerce torna o site fácil de ser rastreado, e assim por meio de conteúdo e backlink você conseguirá posicionar para diversas palavras-chave relevantes para seu negócio.

A seguir vamos discutir as melhores práticas de SEO que podem triplicar as vendas de seu e-commerce assim que forem implementadas.

1. Use tags de título exclusivas para páginas de produtos

Um erro encontrado entre as grandes e-commerce são as tags de título duplicadas.

As tags de título devem ser exclusivas para cada página de produto para entreter a atração dos mecanismos de pesquisa.

Para páginas de produtos do mesmo fabricante, a criação de tags de título exclusivas pode ser assustadora, pois você pode ter que repetir palavras-chave.

Uma solução eficaz para não duplicar palavras-chave e tags de título é usar frases-chave exclusivas, não palavras-chave.

O usuários buscam frases inteiras nos mecanismos de busca para obter os resultados desejados e otimizar suas páginas de produtos com essas frases permite classificar facilmente para estas buscas de cauda longa.

Para os varejistas da indústria automobilística, uma fórmula de tag de título que funciona perfeitamente é ” Marca – Modelo – Tipo de Item”.

Por exemplo, uma tag de título para uma página de produto pode ser “ Porsche Panamera 4s 2016 ”.

Para maximizar o uso de tags de título, mantenha o tamanho abaixo de 70 caracteres (para evitar que seu título seja cortado na SERP), coloque sua frase-chave no início de seu Tag de título, já que os motores de busca dão mais importância frases-chave que aparecem primeiro.

2. Use redirecionamento 301 nas URLs de produtos expirados

Um redirecionamento 301 permanente é útil para redirecionar uma página para uma página de desvio.

Eles são muito importantes para o SEO porque permitem que você informe os mecanismos de pesquisa para onde o conteúdo antigo foi movido.

Com um redirecionamento 301, todas as qualidades da página redirecionada, como PageRank, autoridade de página, valor de tráfego, MozRank, etc., são movidas para a página de desvio.

Isso ajuda a remover a página antiga do índice do mecanismo de pesquisa e será substituída pela nova. Quando você não redirecionar uma página para um produto expirado, um conteúdo movido ou uma alteração na estrutura de links, os mecanismos de pesquisa encontrarão sua página 404 Not Found quando os visitantes clicarem no link, resultando em perda de tráfego, classificação e link juice .

Todo o patrimônio do link de uma página expirada é perdido com uma página 404 Not Found.

Para práticas recomendadas de SEO, redirecione o URL do produto expirado para uma página de produto semelhante ou uma página de mensagem gerada dinamicamente.

Isso ajudará a melhorar a experiência dos usuários, além de ajudá-lo a manter a maior parte do patrimônio do link por meio de um redirecionamento permanente.

3. Ajustar e otimizar as páginas de categorias com palavras-chave

Páginas de categoria são mais importantes do que páginas e postagens individuais. Eles devem ser otimizados para aparecer primeiro nos resultados do mecanismo de pesquisa.

Por exemplo, uma loja virtual que vende relógios de luxo não deve otimizar cada página de produto para “relógios de luxo”. todos competirão pela palavra-chave “relógios de luxo”.

Em vez disso, você deve usar um planejador de palavras-chave e otimizar páginas e postagens individuais para suas marcas e modelos específicos e vinculá-los a todas as páginas da categoria “relógios de luxo”.

Dessa forma, a página da categoria será classificada como “relógios de luxo”, enquanto as páginas do produto podem ser classificadas para termos mais específicos. Isso fará com que as páginas da categoria impeçam que as páginas individuais concorram pela mesma palavra-chave.

Para atrair mais tráfego para sua página de categoria de e-commerce e mais visitantes para seu funil de vendas, é importante otimizar sua página de categoria com as seguintes técnicas:

  • Palavra-chave na imagem ALT e nome do arquivo
  • Palavra-chave na sua tag H1
  • Palavra-chave na descrição da sua página
  • Palavra-chave no título da sua página
  • Permalinks de SEO
  • Use palavras-chave LSI em todo o post

4. Otimize o Permalink da página de produto e a estrutura – Use Breadcrumbs em todas as páginas

Os mecanismos de pesquisa rastreiam permalinks para entender o conteúdo da página, tornando imperativo o uso de permalinks que sejam autoexplicativos para o rastreador.

Para lojas de e-commerce, exemplos de permalinks autoexplicativos e efetivos podem ser encontrados abaixo:

  • Página da categoria de produtos: https://www.loja.com.br/categoria/
  • Página de subcategorias de produtos: https://www.loja.com.br/categoria/sub-categoria/
  • Página do produto: https://www.loja.com.br/categoria/sub-categoria/produto

Uma estrutura ou navegação ruim do site pode prejudicar a experiência do usuário, levando a altas taxas de rejeição, abandono de carrinho e, finalmente, classificações mais baixas.

Ao investir na criação de loja virtual, faça as seguintes perguntas:

  • Quais páginas receberão mais tráfego?
  • Quais consultas de pesquisa os visitantes usam antes de visitar seu site?

Lembre-se de que os mecanismos de pesquisa não podem entender nem encontrar sua navegação se ela não estiver em HTML. Assim, independentemente dos estilos de navegação que você decidir usar, verifique se ela está em HTML.

Por fim, use breadcrumbs em todas as páginas de produtos para ajudar os visitantes a entender onde eles estão localizados em seu site.

Para eficácia, use breadcrumbs baseados em localização, pois isso mostra aos visitantes e aos rastreadores do mecanismo de pesquisa a localização atual em comparação com toda a estrutura do site (e isso é mostrado nas CTRs do aumento de SERPs).

Conclusão

A otimização de um e-commerce para mecanismos de pesquisa apresenta muitas oportunidades para acertar as coisas – no entanto, se você não for cuidadoso, poderá cometer erros terríveis que podem prejudicar bastante o seu SEO e a experiência do usuário.

“Este é um post escrito por nosso convidado Caio Nogueira, co-fundador e da UpSites Digital, empresa especializada em criação de sites responsivos WordPress. Apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que ajudem empresas e pessoas a aumentar as vendas, gerar leads e contar histórias”.

Este post tem 2 comentários

  1. Dicas perfeitas! SEO é fundamental para qualquer e-comerce!

  2. Obrigado pela dica. Vou fazer..

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Solicite Orçamento Agora!