7 dicas para elaborar a descrição de produto perfeita para seu e-commerce

Índice do artigo

Índice do artigo

Será que você está vendendo certo? Neste guia, aprenda como fazer descrições de produtos para aumentar suas vendas. Saiba o que fazer e quais erros evitar para alavancar suas vendas e não prejudicar o seu negócio. 

Quão importante é uma descrição do produto?

A descrição de um produto de comércio eletrônico resume os recursos e os usos de algo vendido online. O principal objetivo desse texto é fornecer aos clientes em potencial informações suficientes para convencê-los de fazer uma compra.

Boas descrições de produtos e que convencem os clientes a comprar exigem duas coisas:

  • Conhecimento do que motiva as pessoas a fazer uma aquisição;
  • Habilidades de escrita.

O conhecimento do cliente ajuda a tornar a copy (texto persuasivo) envolvente e atraente, apelando para seus fatores de motivação. Já as habilidades de escrita são essenciais para mantê-la breve, organizada e fácil de ler.

Quando você combina essas duas qualidades, o resultado é uma descrição de produto simples, curta, repleta de benefícios e envolvente. Veja abaixo 7 dicas de como escrevê-la.

 7 Dicas de como escrever uma descrição de produto

Considere estas dicas de redação para fazer descrições precisas, focadas no cliente, nas suas necessidades, dores e como seu produto pode ajudá-las. Leia mais a seguir.

1. Faça as 5 perguntas cruciais

Você deve se perguntar: Quem? O quê? Onde? Quando? Por quê? Muitos redatores de comércio eletrônico usam essas questões para criar um modelo de descrição de produto.

Ilustração da regra dos 5w traduzida

Eles seguem as seguintes etapas de processo de escrita:

  1. Quem é o usuário pretendido deste produto? Se você conhece seus clientes e suas necessidades, será mais fácil descrever os recursos na forma dos benefícios que eles procuram.
  2. Quais são as especificações? São detalhes do produto, como recursos, materiais e dimensões físicas.
  3. Onde o cliente usa esse produto? O item se destina a um carro? Ao ar livre? Em casa?
  4. Quando o seu cliente deve usar este produto? É sazonal? Dê instruções de uso para ajudar os fregueses a fazer com que seu dinheiro valha por mais tempo.
  5. Por que o seu produto é melhor que o dos concorrentes? Esta é uma informação opcional, mas importante, que os vendedores online costumam usar para apontar recursos exclusivos que diferenciam o produto da concorrência.

O comprimento de cada resposta depende do item sendo vendido. Ainda assim, lembre-se de ser breve. Tente usar no máximo duas sentenças em cada ponto. Dessa forma, você tornará a leitura mais fácil, o que dá uma chance melhor de converter clientes.

2. Estabeleça um tom de voz

Estabelecer um tom significa essencialmente falar com o cliente pretendido usando a voz da sua marca. Tente se colocar no lugar do comprador. Que estilo de comunicação o deixará à vontade e mais confortável ​​com seus produtos?

Pense no que torna sua empresa e seus produtos únicos. As descrições são uma oportunidade de mostrar a personalidade da sua marca e criar uma experiência de compra agradável.

Não permita que essas descrições pareçam produzidas por um gerador automático de texto. Passe humanidade.

3. Escolha um formato de descrição

Existem muitas maneiras diferentes de formatar as descrições dos produtos. Seja qual for a escolhida, é importante encontrar um modo de incluir os benefícios e os detalhes do item nesse texto.

Caso possível, torne as descrições digitalizáveis ​​para permitir uma leitura rápida. A maioria dos compradores não quer se prender a grandes parágrafos de texto. Por isso, faça marcações que auxilie a leitura, como listas com bullet points. 

É claro que sempre há exceções — só você sabe o que é melhor para seus clientes.

Um dos formatos mais populares é o seguinte:

  • Primeiro, escreva um pequeno parágrafo. Isso transmite os benefícios do produto ao cliente e mostra o porquê do seu item ser a melhor escolha;
  • Depois, coloque alguns pontos com marcadores. Eles incluem detalhes adicionais do produto, como material, tamanho ou respostas às perguntas frequentes. Essas são informações que você deseja incluir.

Algumas descrições de produtos não incluem uma lista com marcadores, em vez disso, comunicam as informações em forma de frase. Isso não é tão digitalizável, mas pode servir em casos específicos.

Por exemplo, muitas livrarias online incluem a sinopse do livro como a descrição em um parágrafo mais longo.

4.  Descreva os benefícios do produto

A maioria dos clientes não está realmente interessada nos recursos do produto. Eles se preocupam com o que o produto pode fazer por eles.

Ao escrever uma descrição do produto, escolha alguns recursos principais. Em seguida, pergunte-se: como ele torna a vida do meu cliente melhor? A resposta ajudará a criar um texto persuasivo atraente.

5. Conte uma história

A narração de histórias funciona para criar uma visão geral atraente do produto, porque chama a atenção e ajuda o cliente a imaginar possuir o item. Isso guia as pessoas até o estágio de compra.

Veja logo abaixo como escrever uma descrição de produto com uma história:

  • Defina uma cena em que o produto possa fornecer algum contexto divertido;
  • Recursos de vala — descreva como o item faz o cliente se sentir;
  • Use uma linguagem simples e natural, sem muitos detalhes técnicos.

6. Texto curto e agradável

Uma boa descrição de produto é concisa, porque os clientes não querem ler um texto excessivamente longo. Uma maneira de mantê-lo curto é usar apenas uma frase para cada benefício.

7. Adicionar avaliações de clientes

Muitos vendedores de comércio eletrônico usam avaliações de clientes em vez de uma descrição de produto muito detalhada. Elas adicionam credibilidade e aumentam a confiança do possível comprador.

Algumas lojas colocam as avaliações no topo das descrições dos produtos para que os usuários as vejam primeiro.

Lembre-se de que as avaliações dos clientes não substituem as descrições dos produtos. Esses depoimentos são essenciais, porque ajudam no SEO do comércio eletrônico e na educação do comprador, além de apoiar a descrição fornecendo prova social.

Exemplo de uma boa descrição

A Chico Rei fornece todas as informações com foco total em seus clientes, trazendo todos os detalhes que eles precisam. Há fotos bem trabalhadas e medidas bem expostas para não haver dúvidas e facilitar a tomada de decisão.

Descreição de camiseta auto da compadecida da chico rei
Imagem: Chicorei.com.br

A descrição:

Descrição de camiseta chico rei
Imagem: Chicorei.com.br

Tamanhos e observações:

Temanho e medidas da camiseta da Chico Rei
Imagem: Chicorei.com.br

Eles seguem as seguintes etapas de processo de escrita:

  1. Quem é o usuário pretendido deste produto? Se você conhece seus clientes e suas necessidades, será mais fácil descrever os recursos na forma dos benefícios que eles procuram.
  2. Quais são as especificações? São detalhes do produto, como recursos, materiais e dimensões físicas.
  3. Onde o cliente usa esse produto? O item se destina a um carro? Ao ar livre? Em casa?
  4. Quando o seu cliente deve usar este produto? É sazonal? Dê instruções de uso para ajudar os fregueses a fazer com que seu dinheiro valha por mais tempo.
  5. Por que o seu produto é melhor que o dos concorrentes? Esta é uma informação opcional, mas importante, que os vendedores online costumam usar para apontar recursos exclusivos que diferenciam o produto da concorrência.

O comprimento de cada resposta depende do item sendo vendido. Ainda assim, lembre-se de ser breve. Tente usar no máximo duas sentenças em cada ponto. Dessa forma, você tornará a leitura mais fácil, o que dá uma chance melhor de converter clientes.

2. Estabeleça um tom de voz

Estabelecer um tom significa essencialmente falar com o cliente pretendido usando a voz da sua marca. Tente se colocar no lugar do comprador. Que estilo de comunicação o deixará à vontade e mais confortável ​​com seus produtos?

Pense no que torna sua empresa e seus produtos únicos. As descrições são uma oportunidade de mostrar a personalidade da sua marca e criar uma experiência de compra agradável.

Não permita que essas descrições pareçam produzidas por um gerador automático de texto. Passe humanidade.

3. Escolha um formato de descrição

Existem muitas maneiras diferentes de formatar as descrições dos produtos. Seja qual for a escolhida, é importante encontrar um modo de incluir os benefícios e os detalhes do item nesse texto.

Caso possível, torne as descrições digitalizáveis ​​para permitir uma leitura rápida. A maioria dos compradores não quer se prender a grandes parágrafos de texto. Por isso, faça marcações que auxilie a leitura, como listas com bullet points. 

É claro que sempre há exceções — só você sabe o que é melhor para seus clientes.

Um dos formatos mais populares é o seguinte:

  • Primeiro, escreva um pequeno parágrafo. Isso transmite os benefícios do produto ao cliente e mostra o porquê do seu item ser a melhor escolha;
  • Depois, coloque alguns pontos com marcadores. Eles incluem detalhes adicionais do produto, como material, tamanho ou respostas às perguntas frequentes. Essas são informações que você deseja incluir.

Algumas descrições de produtos não incluem uma lista com marcadores, em vez disso, comunicam as informações em forma de frase. Isso não é tão digitalizável, mas pode servir em casos específicos.

Por exemplo, muitas livrarias online incluem a sinopse do livro como a descrição em um parágrafo mais longo.

4.  Descreva os benefícios do produto

A maioria dos clientes não está realmente interessada nos recursos do produto. Eles se preocupam com o que o produto pode fazer por eles.

Ao escrever uma descrição do produto, escolha alguns recursos principais. Em seguida, pergunte-se: como ele torna a vida do meu cliente melhor? A resposta ajudará a criar um texto persuasivo atraente.

5. Conte uma história

A narração de histórias funciona para criar uma visão geral atraente do produto, porque chama a atenção e ajuda o cliente a imaginar possuir o item. Isso guia as pessoas até o estágio de compra.

Veja logo abaixo como escrever uma descrição de produto com uma história:

  • Defina uma cena em que o produto possa fornecer algum contexto divertido;
  • Recursos de vala — descreva como o item faz o cliente se sentir;
  • Use uma linguagem simples e natural, sem muitos detalhes técnicos.
  1. Texto curto e agradável

Uma boa descrição de produto é concisa, porque os clientes não querem ler um texto excessivamente longo. Uma maneira de mantê-lo curto é usar apenas uma frase para cada benefício.

  1.  Adicionar avaliações de clientes

Muitos vendedores de comércio eletrônico usam avaliações de clientes em vez de uma descrição de produto muito detalhada. Elas adicionam credibilidade e aumentam a confiança do possível comprador.

Algumas lojas colocam as avaliações no topo das descrições dos produtos para que os usuários as vejam primeiro.

Lembre-se de que as avaliações dos clientes não substituem as descrições dos produtos. Esses depoimentos são essenciais, porque ajudam no SEO do comércio eletrônico e na educação do comprador, além de apoiar a descrição fornecendo prova social.

Exemplo de uma boa descrição

A Chico Rei fornece todas as informações com foco total em seus clientes, trazendo todos os detalhes que eles precisam. Há fotos bem trabalhadas e medidas bem expostas para não haver dúvidas e facilitar a tomada de decisão.

Erros comuns na redação da descrição de produto

Fique atento a esses erros nas descrições dos produtos para evitar a perda de vendas e o menor engajamento com possíveis compradores. Veja os equívocos mais comuns abaixo.

1. Copiar texto do fornecedor 

Alguns redatores optam por copiar o texto do fornecedor e isso pode decretar o fracasso da sua venda. Você precisa escrever para o seu cliente, que é diferente do seu provedor de itens. 

Caso queira ter sucesso, comece adaptando a descrição do seu produto e chegue ao coração do seu comprador.

2. Perda de entusiasmo para criar

Às vezes, pode ser cansativo criar as descrições dos seus produtos, mas é necessário continuar. Quando você estiver exausto, pare e descanse um pouco antes de retomar ao serviço.

O importante é nunca colocar um item à venda sem uma descrição perfeita para ele.    

3. Erros ortográficos ou gramaticais

Uma das piores coisas que você pode fazer é escrever errado na hora de anunciar seu produto. Isso colocará em xeque toda sua capacidade como empreendedor. O uso correto do português abre tantas portas quanto seu uso indevido as fecha.

Portanto, corrija e revise quantas vezes for necessário. Se ficar em dúvida, pesquise na internet ou opte por usar termos que você conheça melhor. 

4. Não ter emoções

De acordo com o livro do professor Gerald Zaltman, de Harvard, “Como pensam os clientes: percepções essenciais sobre a mente do mercado”, 95% de nossas decisões de compra são movidas pela emoção.

Interessante, né? Os seres humanos não são tão lógicos quanto se imagina.

O sistema límbico, às vezes chamado de ‘cérebro reptiliano’, fica logo abaixo do cérebro. É onde se originam nossas emoções, memória e julgamentos de valor.

Para usar a emoção em sua descrição:

  • Utilize adjetivos que apelem aos sentidos;
  • Evite palavras excessivamente complexas e jargões “internos”;  
  • Use frases curtas e simples, 20 palavras ou menos;
  • Utilize parágrafos curtos, de 1 ou 2 frases;
  • Use a linguagem de seus clientes;
  • Utilize marcadores e espaços brancos.

Dica profissional: leia seu conteúdo em voz alta. Se você tropeçar em uma palavra, substitua-a por outra que seja mais fácil de dizer. Se ficar sem fôlego, substitua a vírgula por um ponto final e comece uma nova frase.

Incorpore estas palavras de forma natural em seus anúncios e obtenha bons resultados.

  • Agora 
  • Anunciando 
  • Melhoria 
  • Incrível 
  • Sensacional 
  • Notável 
  • Revolucionário 
  • Surpreendente 
  • Milagre 
  • Magia
  • Oferta 
  • Rápido 
  • Fácil 
  • Procurado 
  • Compare 
  • Barganha 
  • Apresentando
  • Depressa
  • Desafio 

5. Falta de benefícios e de informações

O cliente precisa saber o que ganha ao comprar seu produto. Todo mundo gosta de benefícios, de ser diferente e estar à frente. Envolva-o com as informações sobre os detalhes positivos que seu item traz para ele.

Além disso, todos os dados que o comprador precisa saber para optar pela compra devem ser claros. Disponibilize tudo o que for necessário.

6. Não “vender” o produto

O fato de alguém ler a descrição de um produto não significa que está pensando em comprá-lo. Para fazê-los puxar o gatilho, você precisa ser convincente.

As descrições dos produtos geram vendas porque os clientes precisam delas. Para fazer seus textos persuasivos ajudá-lo a vender, siga as dicas deste guia — elas tornam a escrita clara, focada no cliente e atraente.

Mas não pare por aí! Torne seu comércio eletrônico ainda melhor com fotos incríveis de seus itens. As imagens são tão importantes quanto as descrições, portanto, fazer investimentos adequados em ambas é algo que as lojas online de sucesso devem priorizar.

Conclusão

Escrever uma descrição persuasiva do seu produto pode aumentar consideravelmente suas vendas. Seja criativo, produza textos únicos e evite os erros citados acima. Manter um conteúdo de qualidade é bom para o SEO de seu site e aumenta as conversões.

O que achou desse guia de como escrever descrições de produtos? Comente abaixo! Veja também o nosso artigo com 4 dicas de SEO para e-commerce!

Compartilhe este conteúdo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email